Amiga necessitada

Categoria: 

Mudei de cidade para trabalhar em um escritório. Fui muito bem recepcionado pelos novos colegas entre eles uma moça.

Como sou casado evito ter muitas amigas por causa dos ciúmes excessivos da minha esposa. Criei uma amizade especial com esta moça, sempre conversamos sobre muitos assuntos, fazemos piadas com a cara um do outro, fazemos coisa bobas juntos sem nenhuma malícia.

Devido a crise de ciúmes da minha esposa pedi um tempo, ela foi para cm casa dos pais dela em outra cidade e eu fiquei aqui por causa do trabalho. Sempre trocava confidências com minha amiga, então desabafei pra ela o que estava acontecendo com meu relacionamento.

O tempo passou, certa dia no final do expediente minha amiga Amanda me convidou para assistir algum filme em sua casa, jogar conversa fora. Aceitei por estar um pouco triste, talvez um filme me animaria. Cheguei em sua casa, fizemos pipocas e fomos assistir, conversamos durante o filme conversamos sobre o que era certo ou errado, mas percebi que ela estava um pouco diferente comigo.Continuamos a ver o filme, então ela resolveu se deitar nas minhas coxas. Ela pegou minha mão, colocou em sua barriga, e me olhou com cara de safada.

Puta merda como não pensei em transar com ela antes. Uma bela morena, magrinha, longos cabelos.

Então resolvi ser malandro, fui subindo um pouco mais minha mão até chegar em seu peito enquanto estava de olhos fechados. Ao tocar em seu seio, gemeu baixinho. Comecei acariciar seus peitinhos, desci minha mão até sua buceta. Que delícia de buceta. Meti meus dedos com movimentos de vai e volta, ela foi gemendo um pouco mais alto.

-Que gostoso Paulo, quero pica.

sentei ela no sofá abri suas pernas e meti meu pau naquela buceta molhadinha. Ela me agarrou com muito desejo. Comecei a socar mais forte e gemia mais alto:

-Ai paulo, issss, huuuum, gostoso, mete vai. Ai que gostoso.

Botei ela de quatro e comecei a socar mais forte

-fode gostoso essa buceta, mete, mete.

enrolei seus cabelos na minha mão e soquei mais forte

-Fode porra, fode esse caralho. Me come gostosinho. Ai, Aaaaaaai

Que delícia de mulher.

-Come, vai. Fode caralho, ai. Ai, huuuum.

Sentei ela no meu pau, fui socando bem

-aaaaaai caralho, FODE PORRA.

- Aaaaa, Amanda sua puta, toma esse caralho.

- Fode, porra.

-aaaaa quera gozar caralho.

-Então goza dentro Paulo quero leite bem quentinho. goza.

Na resisti segurar gozei muito dentro daquela buceta linda. Ela não se contentou veio fazer um boquete maravilhoso.

http://www.casadoscontos.com.br/texto/20170626

Compartilhe com amigos

Copiar Link Whatsapp Twitter

Comentar