Bucetinha pegando fogo

Categoria: 

Bucetinha pegando fogo

Para aqueles que acompanham minhas experiências e quiser entender melhor o que me levou a chegar a esse ponto, basta ler o meu conto: Fui tratada como putinha e adorei.

Isso aconteceu uns 20 dias depois de ter tido uma das minhas melhores experiencias sexuais, era um sábado, estava em casa com alguns familiares e amigos, naquele dia fazia muito calor, e como a maioria eram pessoas próximas eu estava usando um vestidinho de tecido leve que ficava solto no corpo, com comprimento que ia até os joelhos, não estava usando sutiã para ficar mais confortável.

Depois que todos já haviam almoçado, alguns foram para a sala assistir TV e outros foram visitar alguns parentes que moravam próximo de casa, como não havia nada de interessante na TV, logo a maioria dos meus familiares resolvam sair também para a rua, ficando somente um colega e eu em casa. Depois de passar por quase todos os canais da TV a cabo, encontrei um filme com um título interessante, amor e outras drogas, um filme de romance mas com algumas cenas picantes, assim que começaram as cenas mais picantes, comecei a sentir minha bucetinha ficar molhadinha e fui me lembrando da experiência que tive a alguns dias atrás, de ter sido usado e abusada de maneira tão gostosa, fui levada aos meus limites naquele dia maravilhoso.

Aquele colega que estva comigo na sala, eu já havia dado uns beijos nele, porém não havia passado disso, naquele momento pensando em tudo o que eu havia passado e o filme trazendo pensamentos e sensações excitantes, logo comecei a olhar de uma maneira diferente para ele, e logo ele foi percebendo minhas intenções... Rss, não demorou e logo estávamos sentados no mesmo sofá, senti meu coração acelerar e cada vez mais as cenas de sexo estavam tomando conta dos meus pensamentos, já não estava mais acompanhando o filme, fui mexer minhas pernas e sentia minha virilha molhada, já estava com a calcinha encharcada na parte da minha bucetinha, eu não aguentava mais, precisava matar aquela vontade.

Parecia até que ele sabia o que eu queria, porém não esperei ele tomar a iniciativa, pulei em cima dele com as pernas abertas em seu colo deixando minha bucetinha na direção do seu pau que já estava duro por debaixo da bermuda que ele usava, comecei a beijar ele e na mesma hora a esfregar minha bucetinha no seu pau, esfregava por cima da calcinha, nossa que tesão, não foi nem um minuto e gozei gostoso, porém eu não parei, queria mais, continuei me esfregando naquele cacete gostoso, beijava sua boca, mordia seus lábios, ele abaixou o meu vestido deixando meus peitos a sua disposição, assim que ele passou a língua no biquinho do meu peito, senti minha buceta pulsar de tesão, ele tira a língua, segura firme meu peito com uma de suas mãos e sem apertar ele dá uma mordida de leve, não consegui me controlar e senti um orgasmo maravilhoso, já havia sido o segundo em menos de 5 minutos, nunca havia feito algo do tipo, mas estava com tanto fogo que não queria parar.

Assim que terminei de gozar, eu falei para que ele que havia gozado mas que não queria parar, que estava muito gostoso o momento e queria continuar naquela posição, ele falou que tudo bem e voltou as atenções para os meus peitos com a boca e suas mãos já estavam posicionadas na minha bunda, a cada chupada que ele dava nos meus peitos, ele apertava minha bunda e deslizava seus dedos em busca dos meus buraquinhos, estava com tanto tesão que não iria me incomodar se ele mexesse no meu buraquinho, logo percebi ele afastando minha calcinha de lado e encontrando a entradinha do meu rabinho, começou a massagear enquanto chupava e mordiscava meu mamilos, naquele instante soltei um gemido, e ele percebendo minha excitação, enfiou um dedo no meu cuzinho que estava melado com o melzinho da minha bucetinha, aquilo me fez pegar fogo, comecei a imaginar aquele cacete do meu primeiro conto entrando no meu cuzinho, me deixando arrombada, não consegui me segurar e já nem me preocupava mais com o barulho, comecei a gemer e a rebolar esfregando minha bucetinha no seu pau com mais força e com aquele dedinho que estava me trazendo recordações maravilhosas, gozei bastante nessa terceira vez, fiquei uns 30 segundos gozando, quando estava terminando, achei que não iria mais aguentar qualquer coisa, mas o tesão estava falando mais alto e não parei.

Ele percebendo a minha animação, queria colocar o seu pau na minha bucetinha, porém eu estava numa posição em cima dele que eu decidia o que iria acontecer, tanto que ele não conseguiu sequer soltar o cinto da bermuda que ele estava usando. Ele continuou com o dedo no meu cuzinho mesmo depois de eu ter gozado, e com a outra mão ele alcançou a entrada da minha bucetinha, era o que estava faltando naquele momento, alguma coisa dentro da minha bucetinha, ele meteu um dedo e ficou revezando a penetração entre meu cuzinho e minha bucetinha enquanto mamava meus peitos, nossa estava em êxtase naquele momento, enquanto rebolava mais devagar no seu pau que ainda estava guardado na bermuda, pedi para ele colocar mais um dedo, mas não falei onde... Rss, ele tentou colocar na minha bucetinha, porém a posição não era muito boa para ele, então ele voltou a atenção para meu cuzinho, foi tirando quase que todo o dedo que estava lá dentro e juntou outro dedo antes que o primeiro saísse, ele enfiou com tudo, nossa que sensação maravilhosa, o tesão aumentou na hora, lembrei de quando estava levando no meu rabinho de quatro no primeiro conto, né senti uma vadia naquele momento o que me deixou com mais tesão, ele começou a meter com mais força no meu cuzinho, eu que já demonstrava estar gostando, empinei minha bunda para trás facilitando para ele invadir meu buraquinho que estava cada vez mais relaxado.

Assim que empinei minha bunda, ele enfiou seus dois dedos todinho no meu trazeiro, foi tirando e antes que saíssem, ele juntou mais um dedo e já estava com três dedos no meu cuzinho, porém eu só fiquei sabendo disso depois, estava tão relaxada e com tesão que nem percebi, nesse momento ele começou a foder meu cuzinho com muita força com seus dedos, estava uma delícia, comecei a massagear meu grelo com uma das minhas mãos e rebolar novamente o que deixou ele louco de tesão, comecei a alisar seu pau por cima da bermuda enquanto me masturbava, não deu um minuto que estava me masturbando e até senti o meu melzinho escorrer pelos meus dedos, estava tendo o meu quarto orgasmo, queria satisfazer ele também, queria dar uma boa chupada em seu pau e quem sabe o que mais teria acontecido... Rss, assim que terminei de gozar, e que gozada gostosa... ^_^ comecei a soltar o cinto da sua bermuda, já estava desabotoando sua bermuda quando escuto o barulho do portão da minha casa abrindo, no susto pulei do seu colo e fui direto para o banheiro, assim que fechei a porta do banheiro fui que percebi o estado que eu estava, minha buceta estava vermelha, pegando fogo, meu cuzinho ficou um pouco dolorido, mas valeu a pena cada gozada que eu dei, nunca havia gozado tanto em tão pouco tempo, depois de me recompor, voltei para a sala e fingimos que só estávamos vendo filme, depois disso ainda nos vimos outras vezes, porém os relatos ficarão para uma outra oportunidade. ^_^

Espero que tenham gostado da minha experiência, assim que possível conto outra! #7

No meu perfil tem links para ver minhas fotos, quero comentários! ^_^

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201804654

Compartilhe com amigos

Copiar Link Whatsapp Twitter

Comentários

Eu não aguentaria eu tinha te chupado deitado você no sofá abrido suas pernas e arredado sua calcinha pro lado e te chupado muito meu email é andersoncordeirodias850@Gmail.com queria poder falar com você bjos

Comentar