Comi minha namorada e a irmã dela - Parte 1

Categoria: 

Me chamo Arthur, sou branco dos olhos azuis cabelos pretos, um pau de 20 cm e grosso com um corpo musculoso.

Quando eu tinha 17 anos comecei a namorar uma menina de 16 da minha escola, ela era muito gostosa, baixinha com peitos pequenos mas empinadinhos e uma bunda redondinha, cabelos pretos lisos e magrinha. (Giovana)

Ela tinha uma irmã mais nova de 14 que sempre me olhava diferente quando eu estava na casa delas, ela era da mesma altura que sua irmã porém um pouco mais gordinha e com peitos pequenos e uma bundinha um pouco empinada, ainda sim era muito gostosa também.

Um dia fui para a casa delas para dormir, a mãe delas havia saído e eu e minha namorada fomos para o quarto, a irmã dela ficou na sala vendo TV, começamos a nos beijar e a tirarmos as roupas quando ela me disse para fechar a porta, eu disse que não tinha problema e que não queria parar para ir fechar, ela relutou um pouco mas com o tesão falando mais alto voltou a me agarrar e a tirar toda a minha roupa.

Me virei para pegar uma camisinha na gaveta ao lado da cama e ela disse que queria sem, se deitou e já empinou a bunda de 4 para mim, quando me virei novamente percebi que sua irmã nos olhava pela fresta da porta que estava um pouco aberta, aquilo me excitou muito mas fingi não perceber, peguei uma camiseta e disse que iria vendar ela e ela adorou a ideia e sorriu (era apenas parar não deixar ela perceber que sua irmã nos olhava).

Vendei ela e comecei a meter de 4 nela, olhei para a porta e podia ver com clareza a irmã dela nos olhando, a luz do quarto estava apagada, e a do corredor acesa deixava uma visão clara pela porta, percebi que ela alisava seu pescoço e as pernas, cruzando elas como se tivesse um orgasmo.

Decidi então mostrar que já tinha notado ela e fiz um sinal com a mão chamando ela, ela se assustou e correu para a sala, eu ri e continuei metendo enquanto Giovana se segurava para não gemer alto, mudamos de posição e me deitei sobre ela voltando a meter quando vejo sua irmã novamente a olhar pela porta e abrindo ela um pouco mais sem fazer barulho.

Ao lado da porta havia uma mesa com uma cadeira de escritório, disse a Giovana que queria meter com ela lá e ela disse para eu a levar até a cadeira, reclinei um pouco o encosto e ela ficou quase que de 4 com os 2 joelhos apoiados em cima da cadeira, fiz questão de deixa-la virada para o lado oposto da porta para garantir que ela não visse nada e novamente fiz um sinal para sua irmã pela porta.

Ela se aproximou um pouco mas nem olhei para ela e continuei metendo até que Giovana começou a dizer que iria gozar e eu disse que também iria, olhei para o lado e a irmã dela me olhou sorrindo mas ainda sem coragem para me tocar ou algo do tipo.

Começamos a gozar juntos e quando acabei de soltar tudo sua irmã olhou para meu pau cheio de porra e saiu rapidamente do quarto, fui para a cama com Giovana e ficamos abraçados até dormir.

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201802617

Compartilhe com amigos

Copiar Link Whatsapp Twitter