De olhos vendados

Categoria: 

Depois de 22 anos casados sentia que as coisas andavam mornas,comecei a frequentar salas de bate papo,sites e me seduzia o mundo liberal,poderia ser uma saida.

Mas como abordar o assunto com a esposa ,sempre tradicional.

Mas conheci Marcelo trocamos telefone e conversávamos sobre o assunto,enviei algumas fotos dela e ele ficou encantado com a morena que tenho em casa.

Ele tentou aproximação mas no máximo que conseguiu foi saber o nome dela.

Conceição uma morena baixinha,coxas grossas,seios médios ,lábios grossos do tipo ideal para chupar gostos.

Marcelo ficou louco por ela até pediu permissão para tentar sair sozinho com ela mas não surtiu efeito.

Então ele mandou um video para mim onde o marido vendava a esposa em um quarto e fazia sexo com esposa e ela imaginava outro homem nos pensamentos,reenviei o video a ela e foi um sucesso até mandou o video para algumas amigas.

Perguntei se havia gostado do video e ela simplesmente disse vamos fazer igual.

Então liguei para o Marcelo e confabulamos como seria, a possibilidade que de olhos vendados ele tirar uma casquinha e eu assistir o espetaculo.

Ficamos empolgados,mas não contei nada a ela iria deixar acontecer aos poucos.

Comprei umas vendas no sexy shopping,uns oleos ,velas aromaticas e petals de rosa,lençois novos e deixei cenario perfeito.

Marcelo veio para casa ,mas ficamos trocando ideia até que ela chegasse então a campanhia tocou era ela,meu coração disparou ,pensei em desistir,mas deixei para ver o que aconteceria.

Marcelo se escondeu no armário da dispensa eu e ela fomos para o banho,bem demorado namoramos mas sem penetração,falei no ouvido dela que havia uma surpresa deixei ela bem curiosa,então trouxe as vendas o hobby dela,pedi para que se preparasse e corri para o quarto,acendi as velas e trouxe Marcelo para o quarto,ficou escondido entre oguarda roupa e a parede.

Botei uma musica bem romantica,pedi para ela so curtir,tirei o roupão dela e ficou nuazinha na cama,olhei para o lado Marcelo já de pau duro assistindo,lambuzei ela com oleo fiz massagem no corpo dela e falava baixinho como ela estava gostosa vendada e mascarada,mexia com os dedos nos grandes lábios,chupei a bucetinha e pedi para ela curtir a musica e eu seria quem ela quisesse no pensamento dela.

Então Marcelo se aproximou em silencio e continuei falando ,isso hoje vc é minha putinha,e eu sou quem vc quiser.

Abri as pernas dela e Marcelo roçava o pau dele no grelo dela sem penetrar,so de segurança para não perceber sem tocalas com as mãos,entrou a cabeça e tirava,não penetrou totalmente,deixando ela doida.

Eu falava no quarto para que ela curtisse o pau gostoso.

Disse a ela que não usasse as mãos,so curtisse gostoso.

Ela gemia gostoso e se contorcia,então Marcelo penetrava mais e mais ,não demorou estava com toda rola atochada nela,mas bombava com calma acompanhando a musica.

Eu assistia de pau duro ela se deliciando então Marcelo tirou e deu para ela chupar vi ela mamando gostoso,para ela era somente eu naquele quarto,mas no pensamento dela jamais eu saberia quem estaria habitando.

Então Marcelo saiu e foi minha vez de meter gostoso sentir a chana dela arrombada pelo amigo,mas sem antes chupa-la e sentir o gosto da rola dele.

Fiz sinal que iria gozar,ela ja havia gozado pelo menos duas vezes,então tirei para fora e gozei por cima do corpo dela ela de bruços junto com Marcelo demos um banho de leite nela.

Marcelo saiu de fininho e foi embora.

Fomos para o banho e perguntei se havia gostado,se havia imaginado outro homem nos pensamentos dela.

Ela disse que não imaginou ninguém,mas foi maravilhoso ás vezes parecia té que eu era outro homem.

Disse a ela que a partir de agora ela que se transformou em outra mulher.

Jamais saberei se ela reparou ou não,mas sei que ela curtiu e é outra mulher.

Liguei para Marcelo depois e ele comentou que tesão de mulher cara,agora não demora muito ela vai querer outro macho na cama com vocês e estarei aqui.

http://www.casadoscontos.com.br/texto/201704330

Compartilhe com amigos

Copiar Link Whatsapp Twitter

Comentar