À Mulher do Pastor se Vingou Completamente

Categoria: 

Hoje vou falar de Alana, Mulher casada com Pastor da região,

Nem sempre conversávamos, mais embora poucas foi justamente a última que levou ela e eu a toda situação que vou relatar!

Bem já era algo mais ou menos conhecido que o Pastor andava de caso com uma Jovem casada, dali e acredito que não demorou muito para isso chegar ao ouvido de Alana, afinal tudo foi muito bem tramado por ela, pela simples e velha vingança!!

Em Nossa última conversa Alana perguntou se sabia de alguém que poderia dar uma ajuda para ela com alguns reparos na casa, (ela sabia que fazia isso as vezes quando precisava de um extra).

"Então Alex, como Claudinei é Pastor ele não sabe fazer essas coisas, aí precisava de alguém que não se cobra muito)"

Fui prestativo na melhor das intenções, afinal era mulher do pastor, não esperava nada... rs

"Olha Alana eu faço para vocês sem custo, só material precisa estar comprado"

Assim que chego ela recebe, Shorts branco (Confesso que apertado para uma mulher de pastor) e uma regata que nem lembro a cor. kkk

Alana me mostra onde era o reparo, embaixo da pia da cozinha...

"E o Pastor, tudo bem"

"A ele Foi na cidade vizinha só volta a noite."

Então entro debaixo da pia e começo a fazer os reparos, assim que preciso dar uma saída vejo Alana ali, bem em cima de mim, como se quisesse que eu ficasse olhando.

Aquele shortinho estava socado na buceta, e ainda por cima ela estava com as pernas abertas.

Lógico que fiquei de pau duro, não importa se era religiosa, evangélica ou mesmo esposa do pastor, daquele jeito estava gostosa para caralho... e sempre faço serviço com calças leves... então obvio também que ela percebeu que eu estava de pau duro...

"Dona Alana, pode ir fazendo outras coisas, me viro aqui sem problemas"

"Não Alex, já que não vai cobrar nada, faço questão de ajudar"

Puta que pariu, não ia ser fácil arrumar aquilo, pensando na bucetinha dela ali...

O Pau já estava duro mesmo, eu não iria disfarçar, não fui ali procurando isso.

Mais também não tinha como fazer qualquer coisa a respeito!

Dei uma ajeitada para disfarçar pelo menos um pouco, não queria constranger a Dona Alana!

Enquanto vou terminando os Apertos debaixo da torneira ali, dou uma espiada para ver se ela já saiu...

Aí que sou surpreendido de vez, sem ela ver que estava espiando noto ela olhando para o volume da calça e alisando a bucetinha,

Porra assim era impossível não querer comer a mulher do Pastor, ela estava louca para dar...

Dou mais uns apertos e saio debaixo e percebo os biquinhos do peito apontando...

Não disfarço mais nada deixo Pau duro bem na frente dela, e dou aquela apertada, para provocar...

“Mais algum lugar Dona Alana?"

Inesperadamente ela retruca

"Pela ferramenta, acho que sim, só não sei se tenho coragem de dizer"

Deu um sorriso sem graça.

"Desculpe dona, mais é que a senhora ficou numa posição ali, que me deixou assim, não era intenção, não precisa falar nada para o pastor, não vou incomodar"

Ele deu um sorriso irônico

"Pastor? Já sei que aquele FDP, tenho comido outras fiéis, fiz aquilo pra te provocar mesmo, ando insatisfeita na cama e com par de chifres na cabeça, quero dar o troco, e sabia que você era o único que teria desculpa pra vir aqui"

Não é que o serviço prestado ia sair melhor do que eu esperava...

"Bem Dona Alana, não dando problemas para nenhum de nós dois, essa ferramenta é toda sua"

"Aquele FDP, não me come direito e fica de putaria com as outras, então hoje eu quero Pacote completo, vou pagar o serviço com corpo, me faz de Puta!!!"

Caralho ela estava revoltada e melhor do que mulher querendo se vingar…e mulher assim, cheia de tesão e mal comida!!!

Joguei Alana em cima da mesa ali mesmo

E comecei a chupar aquela buceta gostosa,,,cheirosa e que fazia tempo que não via nada...

"Isso, chupa, chupa essa buceta com vontade,, ahhhh"

Alana gemia gostoso, apertava meus cabelos,

"Aiii, delicia, como é bom sentir uma língua na buceta!!!AHHHH"

Se o que era estava precisando era de prazer, ela ia gozar como nunca e começaria pela chupada na buceta...

Não demorou muito pra depois de chupar ela toda, sentir melzinho e escutar aquela gemida gostosa...

Em Seguida Alana sentada na mesa me diz...

"Nunca fui chupada, minha criação dizia que isso era errado e O Pastor (Marido) diz que é pecado, mais essa foi a melhor gozada da minha vida, e aquele safado faz isso com outra e comigo não, desculpa estar desabafando com vc... mais precisava falar isso"

Joguei Alana no sofá, abri aquelas Pernas e meti com vontade naquela buceta...

Parecia apertadinha demais, não sei quanto tempo não metia... mais era uma buceta deliciosamente apertada...

Meu pau entrava rasgando e sentindo a pele sendo toda rasgada, tanto meu pau quanto a bucetinha

"Aii, delicia....mete esse pau em mim, soca com vontade "

Caralho

Puxei aqueles cabelos compridos, dei uns tapas gostoso naquela bundona deliciosa, e já segurei na cintura com força...e comece a meter forte... com vontade...querendo rasgar ela toda...

"Vaiii, vaiii, fode, mete esse pinto, enterra ele dentro de mim, ahhh"

Ela gemia gostoso agora, estava louca de tesão, sentia a bucetinha dela apertar meu pau.

Quanto mais eu dava tampa naquela bunda gostosa. Mais ela gemia...

"Isso, bate, bate seu cachorro, fode a mulher do pastorzinho, arromba essa buceta, gulosa, me fode seu puto"

Ela estava deliciosamente louca agora... sem medo de mais nada. Só puro tesão e desejo...

Aproveito essa vontade toda, e enfio dedinho no cuzinho. Que com certeza deveria ser virgem...

"Aiiii, seu puto... vai com calma.. nunca entrou nada aí..."

Mais hoje iria entrar.. rs rs

"Calma, pastora, lembra? Você disse que queria ser uma puta e puta de verdade, tem que gostar de dar o cuzinho. relaxa e geme"

"Puta que pariu, assim vou gozar...vaiii, mais rápido. Mete vai. Fode, tua putinha, ahhh"

Gozou gostoso deixando minha pika mais melada ainda, e só tinha colocado um dedo no cuzinho...

Não queria gozar logo, queria desfrutar dela por inteiro, então tirei o pau e chamei ela para ir para a Cama!

Deitei e Mandei ela vir de costas, mas não queria ela cavalgando, queria olhar aquela bunda gostosa, com a bucetinha empinada e batendo forte ...

" Isso Safada, vai minha putinha, empina essa bundinha gostosa, mete com vontade essa buceta, engole minha pika, vadia"

Ela estava gostando de ouvir isso pela primeira vez...

Subia e descia com vontade, estava castigando meu pau.... E eu adorando olhar a mulher do pastor como nunca tinha imaginado...

Assim que ela relaxou um pouco, enfiei os dois dedos no cuzinhooo

"Aiiii, caralho... já disse que é virgem. vai com calma"""

Dei um tapa gostoso naquela bunda

"Caralho e eu disse, que como minha puta, vou foder teu cuzinhooo e isso é só aquecimento!!!"

Era o que ela precisava

Ela começou a forçar a bundinha contra enquanto minha pika toda estava atolada naquela bucetinha...

"Vai cachorro, goza na minha bucetinha, quero sentir esse jato de porra lá dentro!"

Caralho que tesão, quanto fogo reprimido...

Dei-lhe mais uns tapas naquela bunda e botei ela d4..

"Empina essa bundinha gostosa, que agora vou comer seu cuzinho"""

"Cuzinho não, já deixei você colocar os dedos está bom"

Puta que pariu, estava louco de tesão e eu ia comer a bundinha da esposa do pastor sim!!!

Segurei ela pelos cabelos, e fui bem próximo ao ouvido...disse:

"Você não entendeu néh minha Putinha, agora esse corpão cheio de curvas não é mais seu, estou cobrando pelos serviços prestados, lembra? "

Dei um tapa na bunda dela, outro de leve no rosto e continuei.

"E como boa Puta você só obedece e sente prazer entendeu???"

"Sim SR."

Não tinha planejado usar de submissão com ela... mais eu queria muito comer aquele rabinho grande e gostoso!!

"Abre esse cuzinho pra mim, que vou começar colocando a cabecinha"

Imediatamente ela abre aquele rabão maravilhoso com as duas mãos ..

Fui metendo bem devagar naquele cuzinho apertado...

"Filho da Puta, cachorro. aiii caralho, está doendo""

Então enfiei uma das mãos na bucetinha e comecei a brinca. Para ela relaxar e curtir aquele momento.

Aos poucos o cuzinho foi acostumando e ela aceitando!!

Fui bem devagar sem meter com muita força... queria que ela sentisse prazer de verdade nisso...

Conforme ia acostumando ia dando ritmo...

Demorou um pouco, mais ela ficou confortável com pau no cuzinho.

E começou agora a rebolar, meio que pedindo agora para começar a meter...

Não foi no ritmo que queria. Mais fui aumentando, até ela começa a gemer com a pika dentro daquele rabo gostoso.

Ai sim fui bombando mais e mais..

"Isso safado come o cuzinho da tua putinha, mete vaia, enche de porra"

Alana já estava totalmente desinibida louca pra gozar novamente...

"Isso sua puta safada, geme caralho... sente esse pau arrombando você toda"

"Aiii, safado, mete. mete... aiiii!!!"

Puxava o cabelo

Dava tapas na bunda...

O cheiro de foda estava por tudo, dava para sentir nosso suor e o tesão no ar!!

Tirei o Pau daquele cuzinho e enfiei na bucetinha de novo!!

Dava para ouvir de longe Alana gemendo. As bolas batendo o barulho... estava tudo muito intenso... não iria mais longe!!!

Puxei ela pelos cabelos de novo.

"Vou gozar dentro da sua bucetinha...."

Segurei no quadril aumentei a pressão e a força e soquei com tudo naquela bucetinha...

"Não cachorro, goza fora!!!

Não deu tempo... enchi aquela bucetinha de porra no mesmo tempo que ela gozou novamente...

"Aiii, FDP, Gozei no momento que senti essa porra quentinha me invadindo...Safado"

Sim nós dois tínhamos gozado...e não estava nem ai.. se o Pastor iria ganhar um filho... porque não premeditei aquilo e de qualquer modo a culpa era dele...

Tinha enchido a bucetinha da esposa dele de porra e ela tinha gozado algumas vezes hoje!!!

Tomamos um banho e Alana Quis conversar mais um pouco sobre tudo aquilo...

Se era normal o que ela sentia, pela primeira vez ela tinha gozado mais de uma vez e que se eu podia fazer isso mais vezes...

O que poderia dizer...

Só pensei mesmo. (Se a mulher do pastor fode comigo, ele fode com a de outro, a de outro fode com ele, e no final todos estamos fodidos, porque comedor, só solteiro ou solteira. O restante uma hora o outra vai comer ou dar para alguém, pois se até a mulher do pastor virou uma putinha na hora do prazer. Nada mais eu duvidaria!!!)

Enfim eu comi Alana outras vezes e a coisa foi ficando cada vez mais intensa!

Whats

(Dezessete)nove.sete, meia.sete,doze, sete quatro.

Leia os Outros contos, de uma nota...

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201806356

Compartilhe com amigos

Copiar Link Whatsapp Twitter

Comentar