Comendo as amigas da sala sem uma saber da outra

Categoria: 

Esse período me enrolei com duas meninas da sala e acabou q estou comendo as duas sem elas saberem e não sei como isso vai acabar, mas vou contar aqui como tudo começou . Meu nome é Thiago, 25 anos, 1,72, sou magro e tenho um rosto bonito e as meninas que estou envolvido no momento são Rafaela e Pamela.

No inicio eu era louco para comer Rafaela, uma branquinha roqueirinha 20 anos de 1,60m com um cabelo preto q bate na sua bunda arrebitadinha, sua boca carnuda é uma delicia e eu sempre tive a vontade de engolir ela inteira. Sempre dei em cima e em períodos passados consegui roubar um beijo bem gostoso que nos levou a trocar mensagens, conversávamos sobre tudo e ela sempre se mostrou louca por sexo e nesses momentos adorava provocar com seus nudes e videos, rebolando sem calcinha e fotos da sua bucetinha, q se orgulhava de ser tão bonita e gostosinha, toda lisinha igual de menininha bem macia e pequena e eu adorava me acabar na punheta com isso.

O terceiro período todo foi assim ela me provocando mostrando aquela bucetinha linda bem pequena pra mim, mas sem esperanças de come-la pois ela tinha um namorado e n queria trair, ate q desencanei dela e por um motivo bobo ficamos brigados. Mesmo com as provocações e troca de nudes tínhamos uma relação de amigos e como a briga foi por uma besteira acabei me afastando e ficamos as ferias todas sem nos falarmos e foi nessas ferias q comecei a me aproximar de Pamela.

Pamela n mantinha muito contato comigo na sala e tbm n lembro como tinha conseguido seu número, ela é uma morena clara linda 24 anos com o corpo todo definido e um par de pernas e uma bunda de dar inveja a qualquer mulher. Na festa de fim de ano n tinha local para ir e tinha decidido ficar em casa, ja perto de meia noite vou olhar as histórias do wpp e vejo que Pamela está sozinha em casa e que iria passar o ano novo assim, então começamos a conversar e decido ir na casa dela para n ficarmos sozinhos na virada do ano, nessa noite nos aproximamos mais e começamos a sair ate q numa saida dessas chamo ela para minha casa. Chegando em casa ja n estava mais aguentando de tesao de ver aquela mulher do meu lado e entre os beijos vou tirando a roupa dela e posso ver aquele corpo que ja tinha começado tantas vezes naqueles vestidos curtos que tanto usava em aula, seus seios são pequenos mas com auréolas bem gostosas de se mamar, vou descendo sua barriguinha ate chegar naquela buceta bem suculenta q ela tem, toda babada de vontade de dar e com os pelinhos ja nascendo é então q caio de boca naquele grelinho e vou enfiando o dedo enquanto ela vai gemendo e melando a minha mão, e cada vez q eu vou passando a língua ela vai se contorcendo e pedindo mais, ate q n aguento e coloco nela vem gostoso, entra tudo de uma vez e começo a bombar bem forte, n consigo evitar de fazer diferente com tanta vontade, ponho de quatro e tenho a visão do céu, aquela bunda perfeita pra mim e continuo comendo ate n aguentar e gozar como um louco.

Depois desse dia passamos um tempo sem falar com Pamela e achei q nosso lance tinha acabado ate q o telefone toca e Pamela me convidando pra sair e tomar umas cervejas perto da faculdade. Chegando no bar todo feliz achando q ia beber pra comer Pamela no fim da noite me deparo com Rafaela e descubro q foi ela quem me chamou para beber, o detalhe é q Rafaela não fala com Pamela na sala e isso pra mim foi um susto na hora, e percebo tbm q Rafaela esta com um olhar malicioso para o meu lado. Percebendo a situação q me encontrava n poderia dar em cima de Pamela e perder comer Rafaela nem em cima de Rafaela pois n comeria Pamela nunca mais, passei a noite indiferente ate q chegou um primo de Pamela q no fim da noite levou ela para casa e falei q iria levar Rafaela para casa dela entao, ja q estava tarde e n era longe, mas ao chegar na casa de Rafaela n aguentei e comecei a beija-la no carro mesmo, fui para sua casa e tirei sua roupa, fomos tomar um banho e fiquei beijando ela o banho todo, apertava bem forte a sua bunda e chupava bem gostoso seu petio, depois do banho coloquei ela deitada na cama e enfim chupei com vontade aquela bucetinha pequena q ela tem, deixei ela louca, depois coloquei ela pra mamar no meu pau e ela fez como uma menininha, deixou bem babado pra sentar nele, quando entrou foi um prazer enorme, foi aquecendo meu pau todo e ela foi mexendo bem gosto, e é ótimo ela cavalgar enquanto aperto aquela bundinha gostosa e ponho o dedo no seu cuzinho, comi ela de varias posições naquela noite e fui para minha casa, no dia seguinte estavam as duas falando q a noite havia sido boa e que queriam marcar um dia pra vir na minha casa.

Agora tenho as duas da sala revezando os dias que estao vindo aqui e eu sem deixar q uma saiba da outra ate ver onde isso vai dar...no próximo conto como to lidando com isso, ate o próximo e espero q tenham gostado do meu primeiro conto, obrigado.

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201807137

Compartilhe com amigos

Copiar Link Whatsapp Twitter

Comentar