Primo da minha namorada tenta comer ela

Categoria: 

Sou Marcos, namoro Bruna, tenho 20 anos e ela 17, namoramos há 2 anos, Bruna é uma menina linda, branquinha, 1,60, gostosa, todo dia faz academia antes de ir pra faculdade, estuda Direito nas mesma faculdade que eu, eu faço engenharia elétrica. Conheci Bruna na faculdade, muito gata e dando bobeira sozinha, resolvi chegar junto e puxar assunto, acertei em cheio, na mesma noite trocamos telefone, na semana seguinte saímos e no primeiro encontro transamos, descobri ali que ela era safadinha e adorava sexo. Eu e Bruna moramos em bairros diferentes, mas próximos, mas todo dia nos víamos na faculdade, e fim de semana eu iria pra casa dela ou ela vinha pra minha. Bruna sempre gostava de usar roupas provocantes, ela adorava se exibir, eu por minha vez não via problema, pois ela nunca demostrou sinais de infidelidade. As vezes ela vinha pra casa com uns shortinhos muito curto, jeans, as polpas da bunda dela ficavam aparecendo, eu muito apaixonado ficava na minha. Bruna é muito simpática, sorridente, se torna amiga de todo mundo. Mas infelizmente começou a acontecer umas coisas que me deixaram sem saber o que fazer. Certo dia eu chego na casa dela, ela mora só com sua mãe e sua irmã, Iara, quando entro na sala vejo minha namorada conversando com o primo dela, Pedro, ele tinha acabado e chegar e iria passar uns dias na casa dela. Bruna estava toda sorridente com ele, quando entro vejo ela abraçando ele, as mãos dele na cintura dela, ela beijando seu rosto, o cara tinha acho que 1,80, 25 anos, ela estava com um shortinho branco curtinho, menos de um palme de tamanho, uma blusinha azul com o umbigo de fora, um tesão total, as mãos dele estava na barriguinha dela, quando ela me viu se soltou dele e me apresentou. Conversamos um pouco na sala e fui por quarto de Bruna, lá acabamos transando. Mais tarde chega Iara, sua irmã, ela tinha 18 anos, ela branquinha tbm, cabelos pretos e magrinha, 1,60 tbm. Iara tinha fama de ser safada na escola, quando vou pra sala com Bruna vimos ela no colo do primo, estava com um vestido curto sentada com a bunda em cima do pau dele, ele apenas estava com a mão na cintura dela, eu e Bruna olhamos e fomos pra cozinha. Os dias passam, numa sexta eu e Bruna chegamos na casa dela por voltas das 20:00 parecia que não tinha ninguém em casa, quando de repente escutamos barulho, eram gemidos, nos aproximamos do quarto da mão de Bruna e pra nossa surpresa, Pedro e Iara estava transando feito dois animais, ela de 4 e metendo forte na bucetinha dela, que loucura, Bruna não acreditava no que via, sua irmãzinha estava sendo quase estuprada pelo primo que acabou de chegar. Apenas saímos e fomos pro quarto de Bruna, mal entramos e ela estava super tarada e queria transar ali, foi demais, minha namorada estava super excitada, percebi que a cena do primo e da irmã transando deixou ela assim, fique com isso na cabeça.

Os dias passam, e certa noite chego na casa de Bruna num sábado a noite, por volta das 21:00, iria dormir lá, e quando vou entrando, vejo Bruna, Iara e Pedro, os três assistindo um filme, sendo que Iara estava deitada na rede com Pedro, ela estava com um vestidinho curtinho, deitada na frente de Pedro e ele atrás dela, sendo que o vestido dela atrás estava levantado, a bunda da minha cunhadinha estava encostada no pau do cara e eles nem ligavam pra nada, continuaram abraçadinhos, pensei comigo, esse come ela toda dia. Minha namorada estava no sofá sozinha assistindo, cheguei e fiz companhia a ela. Os dias passam, e certa vez eu cheguei na casa de Bruna de manhã cedo, ela não trabalhava e sua mãe e Iara tinham saído, estava sozinha com Pedro, quando entro não vejo ninguém na sala, escuto falas na cozinha e vou devagar, vejo Bruna na pia lavando a louça com uma saia curtinha preta, e só de sutiã, não acreditava naquilo, minha novinha branquinha só de sutiã na frente do primo, ela lavando a louça e ele sentado na mesa da cozinha olhando pra ela, o cara não tirava os olhos da bunda dela. De repente começam a conversar.

Pedro – Bruna que horas Iara volta?

Bruna – Jajá eu acho. Porque? Não consegue ficar uma hora sem minha irmãzinha? (Risos)

Pedro – Gosto dela, ela me trata bem... bem até demais (risos)

Bruna – Sei bem como ele te trata seu safado.... vcs dois combinam, tu tarado e ela uma puta (risos)

Pedro – Puta nada, ela só gostou de transar comigo e por isso quer todo dia. Priminha viciou no pau do priminho (risos)

Nesse momentos os dois riram e Bruna pergunta

Bruna - é tão bom assim?

Pedro – Quer ver?

Bruna apenas rir e não fala nada, então o primo dela fala;

Pedro – seu silêncio é um sim priminha, ta com vontade tbm?

Bruna – Eu? Magina, eu namoro, sou comprometida (risos)

Pedro se levanta e vai pra perto de Bruna, coloca a mão na cintura dela, ele atrás dela e ela continuava lavando a louça. Ele coloca a mão na cintura dela e beija seu pescoço, ela se solta dele mas ele pega na mão de minha branquinha e puxa ela de novo, tenta beijar a boca dela, encosta o lábio na boca dela mas ela empurra ele de novo, então ele coloca o pau pra fora e pergunta o que ela acha. Nesse momento Bruna olha pro pau dele e fica uns 10 segundo sem piscar, ele rir e fala;

Pedro – gostou priminha? É isso que sua irmãzinha adora.

Bruna – Nossa, isso cabe nela? (risos)

Pedro – com jeitinho cabe em quem eu quiser.

Ele se aproxima dela de novo, pega na mão dela e lava até seu pau, ela segura e fica olhando pra ele, ele tenta beijar ela de novo mas ela acaba resistindo, até ai minha namorada não queria me trair. Então eu saio sem silêncio e volto fazendo barulho chamando ela, Pedro se senta fingindo mexer no celular e Bruna vem até mim e me beija. Perguntei porque ela estava só de sutiã e ela disse que estava lavando a louça, e que seu primo nem olhava pra ela e riu. Namoramos em seu quarto e a noite fui embora, mas acabei esquecendo o celular. No outro dia, no horário de almoço do trabalho fui em sua casa, e encontrei os três brincando no quintal, ele jogava água nelas com a mangueira, Iara só de calcinha branca e um sutiã, e Bruna só com um shortinho amarelo pequeno, menos de um palmo, sua bunda tava toda de fora, visivelmente não estava de calcinha, sua pepeka repartida, e só de sutiã, e ele molhando elas duas. Quando entro ela vem até mim se enxugando, vamos até seu quaro pra pegar meu celular, lhe beijo e pego em sua bunda pra confirmar se estava mesmo sem calcinha, dito e feito, não percebi nenhum marca de calcinha. Eu sai e ela ficou no seu quarto se trocando, mas quando vou embora, olho pro quintal e vejo Pedro e Iara aos beijos no chão, o cara parecia que ia comer a minha cunhadinha ali mesmo, percebi que eles já não escondiam mais de Bruna que estava se comendo. Certa vez, saio da faculdade as 22:00, e decidi ir de surpresa em sua casa, quando chego na porta, Iara abre a porta pra mim e beija meu rosto com um sorrisinho no rosto como se tivesse escondendo algo, quando entro não tem ninguém na sala, pergunto por Bruna e Iara me diz “está no quarto dela assistindo filme”, mas só disse isso, quando chego na porta de seu quarto, vejo Bruna e Pedro deitados na cama dela, de conchinha assistindo filme, ela na frente dele e ele atrás dela, ela estava com uma roupa de dormir, shortinho soltinho branco, bem curtinho, e com uma blusinha tbm branca com a barriguinha de fora, ele alisava o cabelo dela e a mão dele estava na cintura dela, o pau do cara colado na bunda de minha namoradinha, eles nem me viram na porta do quarto, quando aviso que cheguei por incrível que pareça ela nem se meche, só diz “Oi amor, surpresa vc aqui essa hora”, só uns 10 segundo depois ela se levanta e vem até mim, Pedro sai do quarto e vai pra sala, eu pergunto porque ela estava deitada assim com ele, ela apenas diz pra eu deixar de bobagem que eles eram apenas primos, fique na minha. Continua

https://www.casadoscontos.com.br/texto/201802858

Compartilhe com amigos

Copiar Link Whatsapp Twitter